Viva Língua Viva - 22/11/2022 a 25/11/2022 - Belém, Pará

Viva Língua Viva 22’

Revitalização de Línguas: Por que e como fazer?

Sobre

VLV 2022

A Comissão Organizadora do II Seminário Internacional Viva Língua Viva a tem a satisfação de divulgar a programação do evento e informar que o prazo para submissão de trabalhos foi prorrogado até o dia 05 de junho de 2022.

O Viva Língua Viva II tem como o tema: “REVITALIZAÇÃO DE LÍNGUAS: Por que e como fazer?” e visa dar visibilidade e compartilhar experiências no que diz respeito às diversas iniciativas em curso no país e no mundo para preservar e revitalizar essas línguas, destacando a importância de se garantir sua sobrevivência.

Por isso, são desejáveis trabalhos que abordem os seguintes subtemas:

  1. Programas, projetos e/ou iniciativas de revitalização linguística baseados em práticas comunitárias: visa discutir iniciativas de revitalização linguística com ampla participação dos membros das comunidades indígenas;
  2. Interface Revitalização, Documentação e Descrição de línguas: Visa discutir contribuições da descrição e/ou da documentação para a manutenção/revitalização linguística;
  3. Revitalização e fortalecimento de língua no contexto escolar: visa discutir ações, produtos ou projetos educacionais voltados para a manutenção ou revitalização linguística;
  4. Consequências das perdas linguísticas para as comunidades indígenas: visa discutir a importância das línguas dos povos originários e os principais prejuízos acarretados às comunidades indígenas em decorrência do desaparecimento ou da desvalorização de línguas nativas.

Os Resumos devem ser enviados para o seguinte endereço eletrônico: vlv@abralin.org 

SOBRE O EVENTO:

O evento Viva Língua Viva II é uma promoção da Associação Brasileira de Linguística (ABRALIN) e será organizado pela Universidade Federal do Pará e pelo Museu Paraense Emílio Goeldi, sendo realizado presencialmente na cidade de Belém-PA.

Viva Língua Viva II é um espaço para chamar a atenção sobre a situação de baixa vitalidade de grande parte das línguas originárias e para a necessidade de investimentos e de valorização dos processos de revitalização linguística. No atual contexto mundial e, particularmente, no Brasil, as línguas dos povos originários têm sido silenciadas, de modo exponencial. Trata-se, portanto, de uma discussão urgente e necessária.

O evento reunirá membros de comunidades indígenas, docentes, discentes e pesquisadores de universidades, museus e outras instituições acadêmicas e de pesquisa, para discutir, intercambiar e fomentar o desenvolvimento de ações de preservação, revitalização e retomada de línguas dos povos originários e de línguas minorizadas.

O evento contará com conferências, mesas redondas, rodas de conversa, oficinas, sessões de comunicações e sessões de pôster, atividades culturais, dentre outras atividades. Acompanhe as atualizações na página do evento ou na página da ABRALIN. Fique atento às próximas notícias e não perca a chance de participar!

Convidados

Ainda não há convidados cadastrados para este evento.

Datas Importantes

  • 05/06/2022
    Prazo para envio de resumos (Comunicação e Pôster)
  • 15/08/2022
    Data limite p/ inscrição no evento com apresentação de trabalho
  • 30/06/2022
    Data de Envio de cartas de aceite
  • 01/09/2022
    Prazo p/ Inscrição para oficinas
  • 15/09/2022
    Data limite p/ inscrição para oficinas
  • 31/10/2022
    Data limite para inscrição de ouvintes
  • 31/01/2023
    Data limite para envio de trabalho completo

Programação

  • 08:30

    11:00

    Credenciamento

  • 09:00

    10:30

    Mesa de Abertura

  • 10:30

    11:00

    Intervalo

  • 11:00

    12:30

    Conferência “Década Internacional das Línguas Indígenas (IDIL 2022-2032): Nada para nós em nós”

    Profa. Dra. Altaci Rubim - povo Tikuna (Universidade de Brasília – UnB)
  • 12:30

    14:00

    Intervalo (almoço)

  • 14:00

    16:00

    Sessões de Comunicação Oral

  • 16:00

    16:30

    Intervalo (coffeebreak)

  • 16:30

    17:30

    Roda de Conversa “Impacto da Pandemia de Covid-19 sobre as línguas (ameaça ainda maior)”

  • 17:30

    18:30

    Atividade cultural

  • 08:30

    10:30

    Oficina 1: “Jogos linguísticos para ensino/aprendizagem de línguas”

    Profa. Dra. Altaci Rubim - povo Tikuna (Universidade de Brasília – UnB)
  • 10:30

    11:00

    Oficina 2: “Produção de material didático para ensino de Línguas (com foco em L2) no contexto de revitalização”

    Prof. Dr. Luiz Alexandre Mattos do Amaral (University of Massachusetts Amherst, EUA)
  • 10:30

    11:00

    Intervalo

  • 11:00

    12:30

    Conferência “Processo de revitalização da língua Sami: fortalecimento das línguas indígenas na era digital”

  • 12:30

    14:00

    Intervalo (almoço)

  • 14:00

    16:00

    Sessões de Comunicação Oral

  • 16:00

    16:30

    Intervalo (coffeebreak)

  • 16:30

    17:30

    Sessão de pôster (trabalhos selecionados entre os que forem submetidos)

  • 17:30

    18:30

    Atividade cultural

  • 08:30

    10:30

    Oficina 1: “Jogos linguísticos para ensino/aprendizagem de línguas”

    Profa. Dra. Altaci Rubim - povo Tikuna (Universidade de Brasília – UnB)
  • 08:30

    10:30

    Oficina 2: “Produção de material didático para ensino de Línguas (com foco em L2) no contexto de revitalização”

    Prof. Dr. Luiz Alexandre Mattos do Amaral (University of Massachusetts Amherst, EUA)
  • 10:30

    11:00

    Intervalo

  • 11:00

    12:30

    Conferência “Economic Value of Endangered Languages”

    (Representante do Comité Internationale Permanent de Linguistes)
  • 12:30

    14:00

    Intervalo (almoço)

  • 14:00

    16:00

    Sessões de Comunicação Oral

  • 16:00

    16:30

    Intervalo (coffeebreak)

  • 16:30

    17:30

    Sessão de pôster (trabalhos selecionados entre os que forem submetidos)

  • 17:30

    18:30

    Roda de Conversa “Experiências e projetos de revitalização pelo Brasil e pelo mundo”

  • 08:00

    09:00

    Sessão de pôster (trabalhos selecionados entre os que forem submetidos)

  • 09:00

    11:00

    Oficina 3: “Ninho de língua: teoria e prática”

    Dra. Marcia Nascimento - Povo Kaingang
  • 11:00

    12:30

    Mesa Redonda “Revitalização e fortalecimento da língua no contexto escolar & produção de material didático”

    Profa. Dra. Gelsama Mara Santos (Unifap) Mestranda Kassia A. L. M. Galiby (Unifap) Profa. Dra Gessiane Picanço (UFPA) Doutorando Ytanajé C. Cardoso Munduruku (UFAM)
  • 12:30

    14:00

    Intervalo (almoço)

  • 14:00

    16:00

    Sessões de Comunicação Oral

  • 16:00

    16:30

    Intervalo (coffeebreak)

  • 16:30

    17:30

    Painel de discussão sobre o tema “Interface Documentação, descrição e revitalização de línguas”

  • 17:45

    18:30

    Mesa de Encerramento

  • 18:30

    19:30

    Atividade cultural

Informações

Modalidades de Participação

RODA DE CONVERSA

As rodas de conversa são espaços mais informais para a troca de experiências, permitindo que os participantes possam interagir, trocar experiências e expressar seus pontos de vista e opiniões sobre os temas do evento, etc. A prioridade de fala nas Rodas de Conversa será para os participantes indígenas.

APRESENTAÇÃO DE PÔSTER

Apresentação de trabalho na modalidade pôster sobre os temas do evento. Trata-se de um espaço ideal para apresentações e interações em um maior espaço de tempo.

APRESENTAÇÃO DE COMUNICAÇÃO
Apresentação de trabalho na modalidade oral sobre os temas do evento. Cada apresentação terá no máximo 20min de duração.

OFICINAS
Serão ao todo ofertadas três oficinas acerca dos temas do evento. A participação integral nas oficinas dará direito a certificação, com o número de horas correspondente às atividades da oficina. Os candidatos devem explicitar as motivações para a participação na(s) oficina(s).

OUVINTE

Todas as atividades do evento estão abertas para participação da comunidade, sem necessidade de apresentação de trabalhos ou envolvimento direto nas rodas de conversa. No entanto, os participantes devem se inscrever no evento, explicitando as motivações para a participação no evento.

Submissão de Trabalhos

Propostas de apresentação na modalidade comunicação e pôster devem ser enviadas exclusivamente através do e-mail vlv@abralin.org

Para Apresentação de Pôster e Comunicação Oral são desejáveis trabalhos que abordem os seguintes subtemas:

1. Programas, projetos e/ou iniciativas de revitalização linguística baseados em práticas comunitárias: visa discutir iniciativas de revitalização linguística com ampla participação dos membros das comunidades indígenas;

2. Interface Revitalização, Documentação e Descrição de línguas: Visa discutir contribuições da descrição e/ou da documentação para a manutenção/revitalização linguística;

3. Revitalização e fortalecimento de língua no contexto escolar: visa discutir ações, produtos ou projetos educacionais voltados para a manutenção ou revitalização linguística;

4. Consequências das perdas linguísticas para as comunidades indígenas: visa discutir a importância das línguas dos povos originários e os principais prejuízos acarretados às comunidades indígenas em decorrência do desaparecimento ou da desvalorização de línguas nativas.

Normas para o envio de Resumos

Os Resumos devem ser enviados nos formatos WORD (.docx) PDF (.pdf) para o endereço eletrônico vlv@abralin.org com a seguinte formatação:

TÍTULO CENTRALIZADO, EM CAIXA ALTA E NEGRITO

Nome do proponente (Instituição)
Etnia (se for indígena):
E-mail:

Resumo: de 150 a 300 palavras, em Times New Roman, tamanho 12. Espaçamento simples. Pode haver de três a cinco palavras-chave. Deve conter objetivo(s), metodologia, referencial teórico e resultados/contribuições.

Palavras-chave: palavra-chave 1; palavra-chave 2; palavra-chave 3.

Propostas de participação ativa em rodas de conversa também devem ser enviadas exclusivamente através do email vlv@abralin.org O resumo desta atividade deve indicar que tipo de contribuição pretende-se dar às conversas: relatos de experiência, análise de conjuntura, proposta de ações, etc. Indígenas terão prioridade nessa atividade.

INSCRIÇÕES

Para participar em qualquer uma das modalidades acima descritas, é necessária a inscrição. Todas as atividades têm vagas limitadas, por essa razão recomenda-se a inscrição adiantada.

Alunos de graduação e membros de comunidades indígenas estão isentos do pagamento da taxa de inscrição, com ou sem apresentação de trabalho.

Já alunos de pós-graduação e professores/pesquisadores de IES deverão pagar uma taxa, conforme a tabela abaixo:

Categorias  Valores
Membros de comunidades indígenas Isentos
Alunos de Graduação isentos Isentos
Alunos de Pós-Graduação  R$ 50,00
Professores ou Pesquisadores R$ 100,00

Regras para Apresentação

RODAS DE CONVERSA

As rodas de conversa serão mediadas. É importante, para que sejam proveitosas, que se observe um encaminhamento temático e uma contribuição pertinente, sistemática, democrática. Possíveis encaminhamentos resultantes dos trabalhos realizados nessa atividade são: (i) elaboração de documentos, (ii) elaboração de propostas para futuros eventos, (iii) elaboração de relatórios, (iv) publicações dos relatos em mídias diversas.

PÔSTER
A Associação Brasileira de Linguística incentiva a criatividade dos participantes na elaboração de pôsteres. Por essa razão, não disponibilizamos modelos para pôster. A única exigência que fazemos é acerca das dimensões do pôster, que deve ser de 120cmx80cm. O pôster deve também trazer um cordão para ser pendurado no suporte que será disponibilizado para esse fim.

COMUNICAÇÃO ORAL
As apresentações orais devem ocupar um espaço máximo de 20 minutos por apresentação. Um modelo de slides será disponibilizado futuramente, mas a utilização desse modelo é opcional. Os apresentadores devem ficar responsáveis por todas as questões técnicas envolvendo a apresentação, pois a organização do evento não garante suporte para além da disponibilização de equipamentos básicos.

Regras para Certificação
Certificados de apresentação de trabalho e/ou participação nas atividades do evento serão conferidos pela Associação Brasileira de Linguística desde que o participante esteja devidamente inscrito e credenciado no evento. Não serão, sob nenhuma hipótese, conferidos certificados para participantes que não se inscreverem no evento. Certificados de apresentação de trabalho só serão conferidos aos participantes que efetivamente apresentaram trabalho(s) no evento.

Publicação de Trabalhos
Trabalhos apresentados no evento Viva Língua Viva 2022 poderão ser submetidos para publicação no periódico Cadernos de Linguística. Os trabalhos devem ser enviados exclusivamente em formato de artigo.
Mais detalhes acerca da submissão de trabalhos para publicação podem ser encontrados nas Diretrizes para Autores.

Voltar ao topo